Doce de abóbora com coco ralado

24 de agosto de 2016








Ingredientes:


1 kg de abóbora tipo moranga
1 ½ xícara de açúcar (ou o equivalente em adoçante em pó, a quantidade depende do seu adoçante)
3 bastões de baunilha
Quanto baste de cravos-da-índia
1 colher de chá (cheia) de canela em pó
100 g de coco ralado
essência de rum (ou rum puro mesmo!)


Preparo:

Descasque e pique a abóbora em pedaços, coloque em uma panela grande, cubra com o açúcar (ou adoçante), adicione os temperos (baunilha, cravos, canela) e deixe cozinhar em fogo baixo, até que a abóbora solte toda sua água.
Se você preferir o doce em pedaços, deixe cozinhar somente até que os pedaços de abóbora estejam macios, mas se você preferir como esse da foto, pra "comer de colher", deixe ferver até que os pedaços comecem à desmanchar quando você os “esmaga” com um garfo ou colher.
No final do cozimento, acrescente a essência de rum e o coco ralado. Tire do fogo, misture tudo e deixe esfriar.

O açúcar é um conservante natural, então da pra guardar o doce um tempo na geladeira, se o vidro estiver bem fechado. Já o adoçante, eu não tenho idéia, acho melhor comer o doce logo!

Ah, resista à tentação e não acrescente nem uma gota de água! Algumas abóboras, como as orgânicas (sem agrotóxicos) soltam menos água, mas mesmo assim, não coloque nada, senão você será obrigado(a) à retirar um pouco dela depois, pra não virar uma sopa de abóbora!



Apreciem com moderação, formiguinhas...


Abertura e Encerramento das olimpíadas para recordação












xx


Beleza, criatividade e muita emoção marcaram a abertura dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Tudo equilibrado e lindo. Teve até espaço para textão com direito a puxão de orelha por conta da falta de “carinho” com o planeta. Impressionante como a comitiva – leia-se Fernando Meirelles, Daniella Thomas, Andrucha Waddington e Deborah Colker –  conseguiram sair da mesmice de forma elegante.  Um vídeo ao som de Aquele Abraço, de Gilberto Gil, interpretado por Luiz Melodia, foi o ponta-pé inicial. Paulinho da Viola – com toda a sua classe – tocou o Hino Brasileiro, num estilo sambinha – envolvedor! – ao mesmo tempo em que era hasteada a bandeira do Brasil, na presença de ex-atletas.

Maracanã todo iluminado. Fotos: AFP
Maracanã todo iluminado. Fotos: AFP
A primeira parte do espetáculo foi quase na sua totalidade projetada no palco – na verdade, um telão de LED – que lembrava o jardim de Burle Marx. Mudava ao longo de toda a apresentação: o início da vida com microorganismos e bactérias; formação das primeiras florestas; índios que representam o Festival de Parintins. 
rio5
rio2
As caravelas com os portugueses tiveram assinatura – claramente – de Deborah Colker. Outro momento marcante foi a chegada dos negros. Também houve destaque para presença dos árabes – sírios-libaneses – dos asiáticos. Sentimos falta dos italianos…
rio6
Até uma réplica do 14 bis voou para fora do Maracanã. No estádio, apareceu um vídeo com imagens aéreas do Rio, apresentando a Cidade Maravilhosa A-GO-RA, ao som de Samba do Avião, de Tom Jobim. Dava para escutar todo o estádio cantando junto. O neto do grande compositor Daniel Jobim tocou no piano, Garota de Ipanema, dando o tom para a ubermodel Gisele Bundchen, desfilar na sua maior passarela: 128 metros.  
Gisele, sempre bela
Gisele, sempre bela
Regina Casé foi a mestre de cerimônia do segundo módulo, trazendo a bandeira da miscigenação ao som do País Tropical, de Jorge Ben Jor, transformando o palco num grande bailão. Foram mil e quinhentos bailarinos . No final, o público continuou cantando à capela… Lindo… Nunca tinha acontecido algo assim em nenhuma outra abertura dos Jogos Olímpicos, mostrando o verdadeiro espírito da festa.
Também teve o momento “fala sério”, a mensagem sobre o aquecimento global e a importância da preservação. Judi Dench e Fernanda Montenegro declamaram trechos de poema de Carlos Drummond de Andrade. Antes da apresentação da chamada dos atletas, foi avisado que cerca de 11 mil mudas de plantas nativas serão entregues aos atletas participantes para criar, daqui a um ano, as Florestas dos Atletas.

rio1
rio2
Após a apresentação das 207 delegações – ver Yane dançando frevo como porta-bandeira não teve preço!!! – discursos e a apoteose. Uma homenagem aos mestres sambistas e Samba de Prata, de João Gilberto, na voz de Caetano Veloso, Anitta e Gilberto Gil. “Razaram!”. Guga e Hortência levaram a tocha olímpica para  Vanderlei Cordeiro de Lima acender a pira. Sim, a pira virou um sol, numa escultura cinética de Anthony Howe.
rio3
rio4
Ao fim de tudo, o estádio cantava uníssono: “sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor”. Simplesmente, sem palavras…

Scorpion - Wind of Change

23 de agosto de 2016


Os rocks clássicos das décadas de 70, 80, 90 são os mais lindos até hoje. Não me canso de ouvir...


Mariah Carey - My all

Música inebriante e romântica demais. E a Mariah tem uma afinação invejável. Amooo.


Purê de abacate com cenoura, tomate-cereja e limão

Purê de abacate com cenoura, tomate-cereja e limão


Essa receita fui eu mesminha que inventei!
Não sei se é uma entrada, uma salada ou um acompanhamento! Só sei que é bem bom! hahaha
Era sábado, hora de almoço, mas eu não tava com muita fome... só queria alguma coisa natural, fresca e original, então abri a geladeira e fui separando tudo o que me dava vontade! O resultado foi esse:


Purê de abacate com cenoura, tomate-cereja e limao (1 pessoa)



1 abacate pequeno maduro
1 tomate-cereja
cenoura ralada

Temperos:
sal, pimenta, ervas finas
limão, azeite de oliva (um fio)
1 colher café de óleo de gergelim (se encontra junto aos produtos japoneses no mercado)
quanto baste de gotas de pimenta vermelha no vinagre

Preparo:
Corte o abacate em dois, retire a polpa e reserve. Pra que a casca do abacate nao preteie, coloque algumas gotas de limão e espalhe.
Em um prato, esmagar o abacate com o garfo, temperar com o limão, o óleo de gergelim e a pimenta vermelha. Adicionar aos poucos o sal, a pimenta do reino e as ervas finas. Corrija os temperos segundo os seus gostos...
Pra apresentação, coloque o purê dentro da casca do abacate, cubra com cenoura ralada e disponha uma fatia fina de limao e o(s) tomate(s).
Pra finalizar, regue com um fio de azeite, algumas gotas de limão, um pouco de sal e pimenta (a cenoura e o tomate nao foram temperados, lembra?).

Sirva acompanhado de torradas.

Variantes
... se você nao esta de regime ou esta com vontade de testar algo diferente, que tal trocar a cenoura por um pouco de batata-palha???
... não tem torrada em casa? Experimente substituí-las por nachos mexicanos!
... não tem óleo de gergelim no mercado? Coloque então uma colher de café de grãos de gergelim no purê!



Bon appétit!

Frango com legumes

22 de agosto de 2016

Parece mas não é!


Eu até poderia chamar esse prato de Frango Xadrez, mas acho quase um sacrilégio!
Frango Xadrez tem muito mais ingredientes e esse dai da foto foi feito com o que sobrou na geladeira! 

Famoso prato típico da cozinha globalizada! A especialidade das mamães que trabalham, dos papais que estão sozinhos em casa, dos estudantes sem grana que tem que reaproveitar tudo, das famílias desfavorecidas, dos preguiçosos na cozinha... Poderia falar horas sobre ele, mas, vamos à receita:


Frango com legumes 

(não precisa ser com as sobras, você pode usar tudo fresquinho!)



Ingredientes (pra 2 pessoas)

2 Peitos de frango em cubos (eu usei um peito de frango que já tava cozido)
Quanto baste de Cebola e alho
1 pimentão vermelho (cortado em pedaços pequenos)
alguns pézinhos de brócolis 
alguns pézinhos de couve-flor
Champignon (fresco ou em conserva)
Sal e pimenta
Shoyo
1 colher de maizena
Água

Opção:
Dá pra acrescentar um pouco de amendoim torrado, pra parecer mais com o frango xadrez!


Preparo:

1) Se o seu frango já estiver cozido e seu champignon for em conserva:
Em uma frigideira untada, coloque o frango com a cebola e o alho pra dourar.
Tempere.
Quando a cebola estiver transparente, acrescente os legumes (ao mesmo tempo) e uma colher de sopa de água (de preferência quente) e tampe.
Em um copo prepare o molho de shoyo, misturando 1 medida de shoyo e 2 de água e acrescente a colher de maizena, pra engrossar.
Deixe os legumes cozinhando por alguns minutos, o suficiente pra aquece-los. Não deixe-os cozinhar demais... o interessante é que eles fiquem crocantes.
Quando tudo estiver pronto, abaixe o fogo e coloque o molho de shoyo, mexendo constantemente, até que ele escureça e engrosse.

Sirva com um pouco de amendoim torrado.


2) Se o seu frango e o seu champignon estiverem crus:
Tempere o frango e coloque-o em uma frigideira untada, frite até dourar.
Acrescente os champignons picados, a cebola e o alho, mexendo constantemente.
Quando a cebola estiver transparente, acrescente os legumes (ao mesmo tempo) e uma colher de sopa de água (de preferência quente) e tampe.
Em um copo prepare o molho de shoyo, misturando 1 medida de shoyo e 2 de água e acrescente a colher de maizena, pra engrossar.
Deixe os legumes cozinhando por alguns minutos, o suficiente pra aquece-los. Não deixe-os cozinhar demais... o interessante é que eles fiquem crocantes.
Quando tudo estiver pronto, abaixe o fogo e coloque o molho de shoyo, mexendo constantemente, até que ele escureça e engrosse.

Sirva com um pouco de amendoim torrado.


Regime Dukan:
Se você está em regime, não acrescente o amendoim.
E lembre-se, a maizena é tolerada e não um ingrediente autorizado, então, não exagere!


By !!!

Magia de Domingo: Fotografia de belas cidades e países

21 de agosto de 2016



Vamos passear pelo mundo com fotografia de belas cidades e países, explorando varios ângulos e iluminação.

(Bali)


Essas fotografias exploram bastante a arquitetura e nos faz lembra o quanto nós já modificamos a aparência desse planeta.

                                                                Barcelona - Espanha



                                                            Madri - Espanha


                                                          Valença - Espanha


                                                            Berlim - Alemanha


                                                             Hamburgo - Alemanha


                                                                Cairo - Egito



                                                                      Chile


                                                                        China


                                                                        França


                                                                     Paris - França



                                                                          Grécia


                                                                       Islândia


                                                                         Jerusalem


                                                                Lisboa - Portugal


                                                             Londres - Inglaterra


                                                             Newcastle - Inglaterra


                                                           Machu Picchu - Peru


                                                                       Malasia


                                                                    Malmo - Suecia


                                                             Marrakech - Marrocos


                                                              Meca - Arábia Saudita


                                                                          Moscou - Russia





                                                                   New York - EUA



                                                                        Pisa - Itália




                                                                           Roma


                                                            Rio de Janeiro - Brasil


                                                              Rotterdam - Holanda


                                                                          Cingarupa


                                                                  Toquio - Japão


                                                         



Queijo cottage + frutas vermelhas = hmmmm

19 de agosto de 2016

Torta de queijo cottage e frutas vermelhas






Ingredientes:

100g de biscoito maria (ou Petit Beurre, pra quem mora por aqui)
2 colheres de sopa de manteiga, temperatura ambiente (ou margarina light!)

2 ovos
400g de queijo cottage (light, de preferência!)
5 colheres de sopa de açúcar (ou adoçante!)
essência de baunilha

Geléia pronta da sua preferência ou:
1/2 caixinha de morango
1/2 caixinha de framboesa
Açúcar (ou adoçante) à gosto
canela em pó
essência de baunilha


Preparo:

Bata o biscoito em um mixer ou liquidificador até ele virar uma farinha.
Em uma tigela vá misturando essa farinha com a manteiga, com a mão até ficar uma mistura homogênea
Coloque no fundo de uma forma pequena e "assente" bem com o fundo de um copo.
Coloque a forma na geladeira.

Bata os ovos, o açúcar, a canela e a essência de baunilha com um batedor. Acrescente o queijo cottage e misture com uma colher.
Coloque tudo em cima do fundo de biscoito e coloque pra assar no forno pré-aquecido à 200°C por aprox. 1h (ou até dourar. Cuidado para que o biscoito não queime).

Enquanto isso...
Corte os morangos e as framboesas e coloque para cozinhar em fogo médio com o resto dos ingredientes até a mistura reduzir e ficar consistente.

Tempo do preparo: 20 min   Cozimento 1h

Quando a torta estiver assada, é só cobrir com a geleia pronta ou  com a preparada  e deixar gelar... se conseguir esperar! 



Sorvete de banana e coco ralado


Bora fazer um sorvete de banana e coco com somente TRÊS ingredientes? :-)


Sorvete de banana e coco ralado

Você vai precisar de:

Bananas maduras, umas colheradas de coco ralado e, se preciso, umas colheradas de leite ou creme de leite.









Pra fazer:

Pique as bananas e disponha uma ao lado da outra, sem encostar, de preferência e coloque tudo no freezer por no mínimo 2 horas. Nem mais, nem menos!
Se deixar menos, o sorvete fica muito líquido e se deixar mais (como eu fiz) a banana fica tão dura que o seu mixer / liquidificador, não vai dar conta do recado.

Depois das duas horas, bata os pedaços de banana no liquidificador / mixer. Se as bananas estiverem muito duras, você pode colocar um pouco de leite ou de creme de leite e tentar bater de novo, até que você obtenha uma "massa" cremosa e bem consistente.
Agora também seria a hora de acrescentar coco ralado, mas se preferir, faça como eu e polvilhe sob o sorvete na hora de servir.

Pronto!
Fácil, né?
Acho que da pra fazer com outras frutas.
Quem tentar avisa, tá?