O Salmo 30 para ter saúde

27 de novembro de 2017

O Salmo 30 é um cântico de agradecimento e ação de graças, contendo uma poderosa mensagem de renovação da esperança para todos aqueles que sofrem por motivos de saúde, tanto sua como de pessoas chegadas. Acredita-se que é da autoria do Rei David, que enaltece o Senhor, afirmando com confiança:

                                                                          Apelei a ti, SENHOR, meu Deus,
                                                                                         e Tu me curaste.
Este Salmo vem lembrar-nos da força e do poder Divino, trazendo-nos assim a chave para abrirmos as portas da nossa vida quando um problema de saúde nos parece deixar fechados num beco sem saída. Ele ensina-nos a acreditar no milagre e na capacidade de Deus para trazer de volta aquilo que parecia estar para sempre perdido, e relembra-nos que devemos acreditar, com esperança, que qualquer situação em que nos encontremos, por mais difícil que seja, pode sempre melhorar.
Valorize a sua saúde e agradeça diariamente a Deus (seja qual for a ideia que Dele tiver) por ela, reconheça o dom da vida que lhe foi concedido a si e a todas as pessoas que ama, faça aquilo que estiver ao seu alcance para honrar e respeitar a sua saúde.
Se atravessa uma situação difícil, uma doença grave ou um problema que veio perturbar o seu equilíbrio, leia este Salmo e reflita sobre cada uma das suas palavras, procure compreender o seu significado e integrá-lo dentro de si, adotando ou mantendo uma atitude confiante. Seja o que for que tem para resolver na sua vida, acredite sempre que é possível uma cura, uma salvação. Deus ouve os nossos pedidos, e tem o poder de trazer a bênção que tanto Lhe pedimos.

Salmo 30

1. Salmo. Cântico da dedicação do templo. De David.

2. SENHOR, eu te enalteço, porque me salvaste
e não permitiste que os inimigos se rissem de mim.

3. Apelei a ti, SENHOR, meu Deus,
e Tu me curaste.

4. SENHOR, livraste a minha alma da mansão dos mortos,
poupaste-me a vida, para eu não descer ao túmulo.

5. Cantai salmos ao SENHOR, vós que o amais,
e dai-lhe graças, lembrando a sua santidade.

6. A sua indignação dura apenas um instante,
mas a sua benevolência é para toda a vida.
Ao cair da noite, vem o pranto;
e, ao amanhecer, volta a alegria.

7. Eu dizia na minha felicidade:
"Jamais serei abalado".

8. SENHOR, foste bom para mim e deste-me segurança;
mas, se escondes a tua face, logo fico perturbado.

9. Clamo a ti, SENHOR,
e imploro a piedade do meu Deus.

10. Que vantagem tiras da minha morte,
e da minha descida à sepultura?
Porventura, poderá o pó louvar-te
ou anunciar a tua fidelidade?

11. Ouve-me, SENHOR, tem compaixão de mim;
SENHOR, vem em meu auxílio.

12. Tu converteste o meu pranto em festa,
tiraste-me o luto e vestiste-me de júbilo.

13. Por isso o meu coração te cantará sem cessar.
SENHOR, meu Deus, eu te louvarei para sempre.

0 comentários:

Postar um comentário