Anticoncepcional ajuda na melhora das espinhas?

5 de fevereiro de 2014

Muitas mulheres possuem dúvidas relacionadas aos efeitos dos anticoncepcionais, e uma dessas dúvidas diz respeito aos possíveis efeitos benéficos do medicamento em relação à acne! De fato já ouvimos muitos relatos de mulheres que ao tomarem a pílula perceberam uma melhora muito significativa no quadro de cravos e espinhas do rosto e corpo, mas resolvemos ir em busca da opinião de um profissional sobre o tema e viemos trazer para vocês todas os esclarecimentos.
- Qual a possível relação entre a acne e os anticoncepcionais?
O anticoncepcional é um medicamento à base de hormônios, e por isso ele só pode ter relação com os cravos e espinhas quando estes são ocasionados por fatores hormonais.
- E qual é o tipo de acne ocasionada por fatores hormonais?
A acne causada em virtude de oleosidade natural da pele, e/ou fatores psicológicos.
- Quais seriam os tipos de acne que não são ocasionadas por fatores hormonais?
Acne causada por obstrução dos poros, limpeza inadequada, ou em virtude de reações a algum outro medicamento ou mesmo a alimentação.
- Todo anticoncepcional melhora a acne desencadeada por fatores hormonais?
Depende! Existem anticoncepcionais com diversas taxas hormonais, e cada caso é um caso! Um médico saberá receitar qual é o medicamento mais adequado ao julgar pela análise do caso concreto.
- Se pode usar anticoncepcionais visando apenas esse benefício?
Não é recomendado! Nenhum medicamento deve ser consumido sem a orientação de um médico! Mas existem alguns casos mais severos de acne nos quais o anticoncepcional é indicado como uma alternativa. Mas é importante ressaltar que os efeitos colaterais do anticoncepcional não vem sozinhos, e nem sempre podem ser positivos.
- Anticoncepcional também pode causar acne?
Sim! Como se trata de um medicamento à base de hormônios, à depender da dosagem hormonal ele poderá tanto melhorar quanto piorar um quadro de acne! Por isso é extremamente necessário que um médico seja consultado e que o medicamento não seja utilizado sob forma de automedicação.

0 comentários:

Postar um comentário