Nesse verão, aproveite para comer melancia!

Um resumo dos principais benefícios da melancia:

Previne o aparecimento do câncer de próstata: O câncer é muitas vezes causado por processos oxidativos recorrentes, que lesam o DNA e provocam alterações celulares. A melancia possui uma substância chamada licopeno, cuja pigmentação atribui a ela sua coloração avermelhada. O licopeno tem comprovada ação antioxidante, que impede que os radicais livres ataquem as células do corpo e provoquem lesões.

Fortalece o pulmão:A fruta fornece boas doses de vitamina A. Segundo a Sociedade Americana Torácica, o nutriente participa dos processos regenerativos dos alvéolos, pequenas estruturas do pulmão que atuam no intercâmbio de gases. A vitamina ainda ajuda a combater processos inflamatórios. Consuma uma fatia média da fruta para a suprir a quantidade diária de vitamina A recomendada.

Combate a anemia: A melancia é fonte de ferro — mineral que ajuda os glóbulos vermelhos a transportarem oxigênio para todas as células do corpo. A anemia ocorre quando a falta de ferro prejudica a concentração de glóbulos vermelhos. A fruta é uma boa opção de fornecimento do mineral para vegetarianos e para atletas, que tendem a perder glóbulos vermelhos com mais rapidez.

Não provoca inchaço: A melancia é rica em potássio, mineral que participa juntamente com o sódio e o cloro  do equilíbrio hídrico do corpo. Por esse motivo, ela ajuda a eliminar água em excesso e ainda, por consequência, regula o pH do sangue. Outro benefício é que 90% da composição da melancia é água, que estimula os rins a trabalharem melhor, driblando a retenção de líquidos.

Fornece energia: Isso porque a melancia é rica em vitamina do complexo B ( principalmente B5). Também conhecida como ácido pantotênico, ela ajuda o corpo a extrair energia dos carboidratos, das gorduras e das proteínas. Em outras palavras, ela atua na conversão desses nutrientes em combustível para que as atividades do nosso organismo sejam realizadas com perfeição.

Quem não pode consumir a melancia?

Algumas pessoas podem desenvolver intolerância à citrulina, um aminoácido presente na melancia. Boa parte dos pacientes com artrite reumatoide são intolerantes a essa substância, assim como aquelas pessoas que sofrem de uma deficiência genética conhecida por citrulinemia. Quem tem diabetes do tipo 2 deve consumir a melancia com cautela.

Sementes da Melancia

Nesse verão, aproveite para comer melancia!

Posso comer a semente de melancia? Pode e deve, elas são compostas por cerca de 35% de proteína e são uma boa fonte de proteína em uma base por grama. Em 1 xícara de sementes de melancia, há 31 g de proteína. A proteína de sementes de melancia é de qualidade relativamente elevada; dos nove aminoácidos essenciais, as proteínas de semente de melancia classificam-se altamente em todos, menos um, a lisina.

As sementes de melancia são uma boa fonte de várias vitaminas e minerais. Por xícara, contêm uma quantidade significativa das seguintes vitaminas: tiamina (14% do valor diário recomendado), riboflavina (9%), niacina (19%) e folato (16%). A respeito de minerais, sementes de melancia fornecem cálcio (6 por cento), o ferro (44%), magnésio (139%), de fósforo (82%), potássio (20%), zinco (74%), cobre (37%) e de manganês (87%).

Por causa de seu tamanho e camada externa rígido, sementes de melancia, se não mastigados ou divididos antes de engolir, podem facilmente passar através do trato digestivo de uma pessoa não digeridas. Se isso acontecer, nenhuma das sementes e nenhum dos seus nutrientes são absorvidos pelo corpo. Sementes de melancia devem ser mastigadas antes de engolir, se seu conteúdo nutricional for desejado. Ou então faça um suco de melancia no liquidificador junto com as sementes.

E você, gosta de melancia? Uma delícia não? Nesse verão, aproveite para comer melancia!