Saiba tudo sobre os benefícios do cloreto de magnésio

16 de julho de 2015





Este é um dos melhores e mais baratos remédios naturais conhecidos.

Ele funciona como suplemento alimentar com muitos benefícios para a saúde.

E ajuda a manter nosso corpo jovem, com energia, além de combater e prevenir muitas doenças.

Ele participa de mais de 300 reações bioquímicas do nosso organismo.

Estamos falando do poderosíssimo cloreto de magnésio.

Este suplemento é facilmente encontrado em boas farmácias e em lojas de produtos naturais.

Procure o cloreto de magnésio PA (que significa "puro para análise"), porque é o mais concentrado e mais bem assimilado pelo organismo.

Conheça os benefícios desta maravilha, vai lá:

- Ajuda a calcificação dos ossos: graças a ele, o corpo absorve melhor o cálcio, prevenindo a osteoporose.

- É muito importante na formação dos ossos.

- Combate e evita esporão de calcanhar.

- Normaliza a circulação sanguínea, prevenindo ataques cardíacos.

- Fornece energia para o corpo.

- Normaliza a pressão arterial.

- Combate bronquite.

- Evita gripes e resfriados.

- Estabiliza o sistema nervoso, funcionando como um tranquilizante natural.

- Previne enxaqueca.

- Limpa o sangue.

- É um regulador intestinal eficaz.

- Dissolve colesterol.

- Previne o diabetes.

- Ativa a produção de anticorpos, ou seja, aumenta o poder do sistema imunológico.

- Previne a formação de pedras nos rins.

- Melhora o funcionamento dos rins, prevenindo ácido úrico e artrite.

- Melhora o sistema muscular e cardiovascular.

- Desempenha um papel muito importante em muitas funções celulares.

- Ajuda na digestão difícil.

Como preparar e consumir

Normalmente o cloreto de magnésio PA é vendido em pacotinhos de 33 gramas (custa menos de R$ 10,00).

Dissolva todo o conteúdo numa jarra de vidro com 1 litro de água.

Mexa bem e guarde na geladeira. 

A dose é de um copinho de café diariamente (mais ou menos 50mL). 

Crianças a partir dos 7 anos podem tomar metade dessa dose.

O cloreto de magnésio é contraindicado em casos de diarreia e de insuficiência renal.

E o uso exagerado (grandes doses) pode causar náuseas, vômitos, diarreia e desconforto abdominal.

Fonte: curapelanatureza.com.br

0 comentários:

Postar um comentário