Seja mais generosa com o seu corpo - As mulheres não devem deixar de ler esta matéria

30 de julho de 2015

Adorei esta reportagem da Elle, uma vez que somos esmagadas pelos esteriótipos que a mídia cria, e assim, nós mulheres, estamos sempre achando que estamos feias em razão de não termos aquele corpinho manequim 38, que nos é exibido nas revistas, na TV, na internet e em toda a mídia de um modo geral.

Falo por mim mesma, pois desde que engordei muitos quilos a mais que o meu ideal, vi minha auto estima sair voando mundo afora e me enclausurei no meu casulo, me sentindo feia, me abstendo, inclusive, de ter um namorado por anos, porque acho que ele me odiaria quando me visse nua.

Estou melhorando, inclusive, reeducando minha alimentação, incluindo muitas dicas saudáveis, as quais vocês podem obter aqui no blog na categoria "saúde". Enfim, temos que nos amar como somos e melhorar sim, mas sem nos tornarmos escravas da beleza.

Afinal, cada uma de nós mulheres, temos nossa luz interior e merecemos sermos felizes com o corpo que temos, pois quando aprender a nos amarmos, todos vaõ nos amar também...

Vamos lá à matéria:


Modelo lança projeto que incentiva o bem-estar de mulheres curvys

Inspirada em seu próprio lifestyle, a modelo curvy Jessica Vander Leahy criou uma sequência de vídeos para as mulheres  se sentirem confortáveis com seus próprios corpos.

womanKIND

A modelo curvy de 27 anos, Jessica Vander Leahy, leva uma vida normal como qualquer modelo, compartilhando fotos de seu dia a dia em suas redes sociais - que soma mais de sete mil seguidores. Após postar fotos de biquíni e na praia, ela começou a receber questionamento de suas seguidoras sobre como se sentir bem mesmo sem ter um corpo considerado "padrão de beleza".
Como a situação passou a ser cada vez mais recorrente, a bela sentiu a necessidade de discutir e conversar sobre essa imagem corporal. Para isso, ela reuniu algumas amigas e criou o projeto WomanKIND: uma sequência de vídeos mostrando as cinco mulheres falando sobre suas inseguranças e dando dicas de como destacar aquilo que elas acham realmente bonito, afim de incentivar as pessoas a se aceitarem do jeito que são, seja com corpo curvilíneos ou não. " Claro que tem dia que eu me olho n no espelho e penso 'queria estar magra', mas é um pensamento que passa logo", diz uma das modelos.


" Eu não quero que as pessoas pensem que eu estou usando apenas mulheres curvys na campanha por que é a única coisa que eu acho bonita. O projeto WomanKIND é sobre estar confortável e feliz com seu corpo", afirmou em uma entrevista ao CUT.
A palavra "kind", que faz parte do nome do projeto, significa "gentil" em português, e, segundo Jessica, ela foi escolhida pois cria um sentimento de coragem para se aceitar sem machucar outras pessoas, deixando de lado as comparações.
Assista ao vídeo com as modelos Stefania Ferrario, Olivia Langdon, Margaret Macpherson, Sophie Sheppard e Jessica:

Fonte: Revista Elle

0 comentários:

Postar um comentário